segunda-feira, 9 de março de 2015

EMPRESA E FUNCIONÁRIO EM SINTONIA



EMPRESA E FUNCIONÁRIO EM SINTONIA
Por trabalhar há alguns anos com educação profissional, com certa frequência empresas me procuram para pedir indicações de alunos para vagas de emprego. Numa dessas uma empresária ligou e explicou que procurava “uma menina que fosse pontual, disposta, atenciosa, que atendesse bem e que tivesse um sorriso muito bonito!”. Não consegui segurar o riso e brinquei com ela dizendo que se tivéssemos alguma candidata assim já teríamos a contratado. A empresa está errada em querer um profissional com qualidades pessoais? Claro que não. Só que às vezes algumas delas esquecem seu papel de treinar os profissionais que estão chegando ou apenas deixar claro o que ela, a empresa, espera deles, pois muitos vêm de um sistema escolar fraco ou com falta de orientação familiar que os levam a cometer as piores gafes no local de trabalho. Os empresários devem lembrar que nem sempre vão encontrar profissionais prontos, vale investir algumas horas nessa galera nova.

O FUNCIONÁRIO TAMBÉM DEVE FAZER A PARTE DELE…
Numa ocasião visitei uma empresa da cidade na tentativa de vender uns ingressos de uma palestra. O proprietário deu a entender que estava perdendo o meu tempo já que seus colaboradores não  vão a coisas desse tipo nem quando é de graça. Se fosse uma palestra  dessas que fazem o público dançar e gritar “RÁ!” eu entenderia, mas não. Era de alguém que já tinha conquistado bons resultados e vinha compartilhar um pouco de sua experiência envolvendo o mercado de trabalho, inovação e evolução profissional. Momentos como esse não são apenas para a cidade ter melhores atendentes e colegas que tornam o ambiente de trabalho mais agradável. São oportunidades para profissionais serem melhores, crescer e consequentemente poder chegar até a  tão esperada vida melhor que todos almejamos para dar orgulho a nossos pais e filhos.Se isso não serve de motivação para o cara investir algumas horas em leitura, cursos e palestras, o que vai ser? Está na cultura do povo brasileiro ser medíocre.

A PRAÇA (DES)ENCANTADA
Há alguns meses lembro de ter lido em um jornal local um questionamento sobre o paradeiro da pracinha que foi contruída e depois retirada lá da esquina do Bradesco. E aí, já descobriram onde ela foi parar?

REDE POVO VERSUS DILMA
Há algum tempo recomendei para algumas pessoas procurarem na internet o programa Rede Povo que integrava a campanha a presidência da república do Lula em 89. Ao ouvir as falas do companheiro do PT a gente não sabe se ri, se chora, ou se vai investigar se o verdadeiro Lula não foi substituído por um clone ou um ET de direita.
Já a Dilma, não precisa ir tão longe não. É só assistir a campanha eleitoral do ano passado.

Nenhum comentário: